Tumor de Glomo de Jugular

Os tumores de glomo de jugular são raros e na maioria dos casos, iniciam-se no ouvido médio, acarretando sintomas otológicos. Só nos estágios mais avançados da doença é que o neurologista entra em contato com a patologia, onde percebe que a neoplasia penetrou dentro da cavidade craniana, ocasionando sintomas de comprometimento do sistema nervoso central ou dos nervos cranianos.

As formações tumorais do glomo jugular, foram primeiramente observadas por Guild, que as localizou ao lado dos nervos de Arnold (ramo auricular do vago) e dos nervos de Jacobson (ramo timpânico do glossofaríngeo); mais de 50% destes grupos de células se situavam na adventícia do golfo da jugular. Sua inervação é feita pelos nervos adjacentes e a sua vascularização é feita pela artéria faríngea ascendente.

Alexander e Col. citam que outras circunstâncias com grupamentos celulares iguais são encontrados no gânglio nodoso do vago, adventícia da aorta ascendente, tronco arterial, possivelmente da artéria pulmonar, como também na órbita , próximo do gânglio ciliar. Outras áreas fora do crânio, poderão também ser sede de glomos , como a laringe e o estômago.

Histologicamente, Muler e Col. descrevem o glomo jugular formado de duas partes embriologicamente diferentes; uma porção de origem mesodérmica, bastante vascularizada, que lhe confirma a denominação de glomo e outra porção ectodérmica, nervosa, não cromatínica, com possibilidade de ter a função endócrina.

Rosenwasser foi quem primeiro descreveu um caso de tumor de glomo jugular. Dai em diante, vários casos apareceram e foram e foram relatados.

Dockerty e Col. acreditavam que a neoplasia era rara por ser o seu diagnóstico confundido com hemangioendoteliomas, endoteliomas e pólipos angiomatosos do ouvido médio.

Alford e Guilford mencionaram que estes tumores têm evolução lenta, geralmente benignos e com maior predomínio em mulheres maduras.

Dependendo do ponto em que se originou e da sua direção, as manifestações do tumor de glomo de jugular variam bastante.

Fonte: Wikipedia

Imagens: Bing

[youtube]https://youtu.be/kgesGojKApg[/youtube]

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *