Psoríase

No dia 29 de outubro passado, foi comemorado o Dia Nacional da Psoríase, enfermidade dermatológica crônica, caracterizada por manchas vermelhas no corpo e sintomas de depressão e fobia. Geralmente localizada em couro cabeludo, cotovelos e joelhos. Seu aparecimento frequente é antes dos 30 e após os 50 anos, podendo também surgir na infância.

Dependendo da localização e das características de lesões existentes, poderemos ter vários tipos de psoríase:

PSORÍASE VULGAR, caracterizada por manchas vermelhas com escamas secas no couro cabeludo, joelhos e cotovelos.

PSORÍASE INVERTIDA, cujas lesões são mais úmidas, também localizadas no couro cabeludo, joelhos e tornozelos.

PSORÍASE GUTATA, com incidência mais frequente em crianças e adultos jovens, é caracterizada por lesões em forma de gota, com infecção da pele e geralmente localizada no tronco, coxas perto dos quadris e braços, próximo aos ombros.

PSORÍASE ERITRODÉRMICA, com lesões acometendo 75% ou mais do corpo.

PSORÍASE UNGUEAL, cuja característica são lesões puntiformes e manchas amarelas de local predominante nas unhas das mãos.

PSORÍASE ARTROPÁTICA, de comprometimento articular, tem surgimento repentino nas pontas dos dedos das mãos e dos pés ou em grandes articulações, como por exemplo, o joelho.

PSORÍASE POSTULOSA, com lesões purulentas nas mãos e pés, na forma localizada ou espalhadas pelo corpo, forma generalizada.

PSORÍASE PALMO-PLANTAR, com surgimento de lesões fissuradas nas palmas das mãos e nas plantas dos ´pés.

ORIGENS DA PSORÍASE:

Causa genética, com outros fatores, tais como: psicológicos, stress em excesso, exposição ao frio, alguns remédios e bebidas alcoólicas.

TRATAMENTO DA PSORÍASE: a doença não tem cura, nem prevenção, mas pode ser tratada com medicação localizada, hidratação da pele e exposição ao sol ou radiação ultravioleta em clínicas de Fisioterapia.

CUIDADOS A SER TOMADOS:

Hidratação da pele para evitar lesões;

Colocar creme hidratante antes da exposição ao sol, que deverá ser moderada;

Evite tomar bebidas alcoólicas;

Não se estresse, pois o mesmo poderá ser responsável pelo aparecimento das lesões psoriáticas; se necessário, procure ajuda de um psicólogo;

Não fuja dos compromissos sociais, pois a psoríase não é contagiosa;

Consulte o dermatologista regularmente e siga suas orientações.

Fonte: Pesquisa Globo.

Imagem: Bing.

 

49 comments

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *