Pneumotórax

DEFINIÇÃO DE PNEUMOTÓRAX:

PNEUMOTÓRAX 1Em pneumologia, pneumotórax ou pulmão colapsado é uma patologia ocasionada pelo aparecimento de ar na cavidade pleural, decorrente de uma doença ou lesão.

No empiema pleural, eventualmente, ocorre a formação in loco de bolhinhas de ar decorrentes de fermentação purulenta. Muito raramente, aparecem pequenos orifícios naturais pelo diafragma, que se comunicam com a cavidade peritonial com a cavidade pleural. O pneumoperitônio poderá se expandir por esses orifícios, dando origem ao pneumotórax.

Pneumotórax: É a presença de ar/gás na cavidade pleural.

Pneumomediastino: É a presença de ar/gás no mediastino.

Pneumopericárdio: É a presença de ar/gás na cavidade do pericárdio.

RESUMO HISTÓRICO DO PNEUMOTÓRAX:

Itard em 1906 e Laennec em 1819, estabeleceram o termo pneumotórax na literatura médica. Rene e Laennec, reconheceram o pneumotórax como entidade clínica. Nessa época, pensava-se que a etiologia do pneumotórax era a tuberculose e pneumonia. Foi Kjaegaard, em 1932, que estabeleceu que o pneumotórax é uma entidade clínica diferente da tuberculose e pneumonia.

FISIOPATOLOGIA DO PNEUMOTÓRAX:

pneumot. 3A cavidade da pleura se caracteriza por ser hermética e laminar. O líquido pleural se encontra no espaço entre as duas pleuras.

Os pulmões ficam em expansão dentro da cavidade pleural, em decorrência da pressão negativa que varia de -3 a -12 mmHg em todo tempo do ciclo respiratório. Concluimos que a pressão intrapleural negativa fica em contraposição à retração elástica dos pulmões.

O derrame gasoso dá início quando a pleura se rompe, aumentando a pressão intrapleural e o pulmão entra em colapso. Um pneumotórax de enormes proporções ou um pneumotórax aberto, acarreta o aumento progressivo da pressão intrapleural, desencadeando o colapso do pulmão, desvio do mediastino, compressão venosa, diminuição do débito cardíaco e hipotensão arterial.

O pneumotórax espontâneo hipertensivo precisa de tratamento emergencial, porque ele se forma em consequência do mecanismo de válvula unidirecional, que só deixa passar o ar do pulmão para a pleura.

CLASSIFICAÇÃO DO PNEUMOTÓRAX QUANTO À ETIOLOGIA:

* Pneumotórax espontâneo primário

* Pneumotórax espontâneo secundário

* Pneumotórax traumático

* Pneumotórax iatrogênico

* Pneumotórax induzido ou terapêutico

O pneumotórax espontâneo pode ser primário e secundário.

O pneumotórax espontâneo primário acontece quando o paciente está bem de saúde, sem nenhuma doença pulmonar.

O pneumotórax espontâneo secundário é decorrente de doença pulmonar instalada.

O pneumotórax traumático é consequente a feridas ou contusões torácicas.

O pneumotórax iatogênico é ocasionado pelo uso de métodos terapêuticos invasivos ou pelo emprego de ventilação mecânica. Na classificação de pneumotórax iatogênico é incluido o pneumotórax em recém-nascido.

O pneumotórax induzido ou terapêutico é o que ocorre propositadamente.

OUTRAS CLASSIFICAÇÕES PARA O PNEUMOTÓRAX:

Quanto à evolução: estável ou progressivo.

Quanto ao volume: Parcial ou total.

Quanto à pressão intrapleural: normotenso ou hipertensivo.

Quanto à presença de aderências: livre ou septado.

Quanto à associação com derrame pleural: transudato, exudato, homotórax ou quilotórax.

Quanto à unilateralidade ou bilateralidade: ulterior ou simultâneo.

Quanto à comunicação com o meio ambiente: aberto ou fechado.

TRATAMENTO DO PNEUMOTÓRAX:

O tratamento do pneumotórax é baseado principalmente na retirada do gás que fica entre as pleuras, através de uma aspiração (punção pleural) ou de drenagem pleural fechada em selo d’água.

PNEUMOTÓRAX EM RECÉM-NASCIDOS:

No período neonatal, é bastante comum ocorrer o pneumotórax, em 11% dos casos. Geralmente é encontrado em neonatos prematuros, de peso baixo, que precisam de ventilação mecânica.

PNEUMOTÓRAX IATROGÊNICO:

Nas técnicas com terapias invasivas utilizadas para o diagnóstico e tratamento das doenças pulmonares ou sistêmicas, poderá ocorrer pneumotórax iatrogênico. Causas:

* Punção venosa infraclavicular com cateter vascular;

* Toracocentese;

* Biópsia pleural;

*Biópsia transbrônquica;

* Punção com biópsia pulmonar transparietal;

* Punção com biópsia de fígado e rim;

* Bloqueio de nervos cervicais e intercostais;

* Massagem cardíaca;

* Ventilação pulmonar com pressão positiva.

Fonte: Wikipedia

Imagens: Bing

Imagem de Amostra do You Tube

50 comments

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *