Os Alimentos

alimentosDesde criança fomos ensinados que os alimentos nos são necessários; sem eles não crescemos e, se já somos adultos, não vivemos. Existem animais capazes de viver meses sem ingerir alimentos; o homem não sobrevive mais que alguns dias.

Alimentos são substâncias que introduzidas no organismo servem para seu crescimento e manutenção.

Para entendermos melhor por que os alimentos são importantes para nós, é necessário ver o caminho percorrido por eles ao serem ingeridos.

O que acontece quando você come arroz, feijão, carne e marmelada? Estes alimentos são colocados na boca e mastigados. A seguir são engolidos e vão ao estômago e dai aos intestinos. Enquanto o alimento está percorrendo esse caminho, ele vai modificando-se (digestão), originando:

* Substâncias úteis ao organismo;

* Substâncias que não são aproveitadas (fezes).

As fezes são eliminadas e as substâncias úteis, passam do intestino para o sangue, sendo aproveitadas pelo organismo.

O arroz e a marmelada, passando pela boca, estômago e intestinos, transformando-se em um tipo de açúcar chamado glicose. Em resumo: arroz e marmelada, pela digestão, transforma-se em glicose.

Para onde vai a glicose? A glicose formada no intestino passa param o sangue.

O que o organismo faz com a glicose que passou do intestino para o sangue? O organismo utiliza a glicose para a produção de energia e queima glicose para funcionar. Graças à glicose é que andamos, brincamos, pensamos, trabalhamos, nosso coração funciona, nosso corpo mantém-se aquecido, etc.

A glicose queimada para que funcione o corpo humano, transforma-se em água e gás carbônico. Por dia formam-se cerca de 300 gramas de água no corpo de um adulto. O gás carbônico formado, é levado pelo sangue, das células aos pulmões, de onde é eliminado para o ar.

OBSERVAÇÕES INTERESSANTES:

1) Quando executamos exercícios violentos a quantidade de glicose transformada (oxidada) é maior, para permitir um trabalho mais intenso. Com isto a quantidade de calor produzida também é maior; por esta razão é que se sente calor e se sua ao correr ( o suor ajuda a eliminar o calor do corpo).

2) A transformação da glicose em gás carbônico (CO2) e água (H2O) com libertação (produção) de energia, se faz em várias etapas, graças ao oxigênio trazido dos pulmões pelo sangue e de substâncias fabricadas pelas células, denominadas enzimas. Este processo constitui a chamada respiração celular.

3) A glicose resulta da digestão do amido e açúcares. O amido é encontrado nos cereais (arroz, trigo, milho, aveia, cevada e centeio), batata doce, batatinha, cará, etc. Os açúcares são vários: açúcar de cana ou sacarose, açúcar de leite ou lactose, etc.

Concluímos que a glicose e os alimentos que a originam fornecem energia ao organismo.

4) Nem toda a glicose resultante da digestão dos alimentos de uma refeição é utilizada de uma só vez; o organismo é capaz de guardá-la para ser utilizada mais tarde. Para isto o fígado e os músculos transformam-na em uma substância chamada glicogênio. Este será novamente transformado em glicose, quando for necessário ao organismo.

Da mesma forma que o arroz e a marmelada, a carne vai sofrer transformações, mas ao invés de originar glicose, ela transforma-se em outras substâncias chamadas aminoácidos. Estes também passam do intestinos.

Os aminoácidos são utilizados para a fabricação de proteínas e estas para formação de novas células. Podemos então dizer que as proteínas da carne do boi originam as proteínas originam  as proteínas  de nossas células.

Existem células como as dos músculos e sistema nervoso que uma vez destruídas não mais se regeneram. A maioria das células, no entanto, são capazes de regeneração. Por exemplo, se algumas células do fígado são destruídas, em pouco tempo o organismo encarrega-se de originar outras para substituí-las; quando você se fere na mão, surge a cicatriz, que é uma forma de reparação do tecido danificado; um osso que se quebra é reparado pela formação de novas células, que originarão o calo ósseo; a pele descama durante toda a vida, isto é, as células da superfície morrem e destacam-se sendo substituídas por outras. As proteínas, constituídas de aminoácidos, são essenciais para a formação de novas células capazes de substituir as células mortas (reparação dos tecidos).

A carne contém proteínas. Estas é que, digeridas, originam os aminoácidos unem-se para a formação das proteínas. As proteínas que formam as nossas células são diferentes das proteínas da carne de boi ou do porco ou de qualquer  outro animal. Isto é devido ao fato de os aminoácidos que se originam da digestão, ligarem-se uns aos outros de maneira diferente.

Os alimentos ricos em proteínas: carne, ovos, leite e derivados, com exceção da manteiga, gelatina, feijão, etc.

alimentação saudávelAlém da glicose e aminoácidos, os alimentos, principalmente as frutas e verduras, contêm sais minerais e vitaminas. Estas são importantes porque, em quantidades muito pequenas, são capazes de manter o organismo em bom funcionamento. Por exemplo, sem elas as enzimas, capazes de transformar a glicose em gás carbônico e água, perdem parte de sua ação, ocasionando sérios problemas ao organismo. Assim podemos afirmar que as vitaminas ajudam a manter o bom funcionamento do organismo, assim podemos afirmar que as vitaminas ajudam a manter o bom funcionamento dos órgãos e favorecem o crescimento.

OBSERVAÇÃO: Os alimentos não são totalmente digeridos. A parte não digerida juntamente com secreções digestivas constituem as fezes, que são eliminadas.

Estudos de Fisiologia Humana.

Imagens: Bing.

2 comments

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *