Dermatomiosite (Doença Rara)

DERMATOMIOSITE 1Dermatomiosite é uma doença rara, inflamatória, que acomete pele e músculos, ocasionando fraqueza muscular e lesões dermatológicas. É mais encontrada em adultos, podendo aparecer em crianças abaixo de 16 anos, sendo conhecida por dermatomiosite infantil.

A dermatomiosite é de origem autoimune, onde as células de defesa do corpo agridem os músculos, ocasionando a inflamação, que poderá ser causada por problemas genéticos, certos medicamentos ou infecções a vírus. A dermatomiosite também poderá estar associada ao câncer, devendo ser alerta ao desenvolvimento de alguns tipos de câncer, por exemplo, o câncer de pulmão, câncer de mama, câncer de ovário ou câncer de próstata. Não existe cura para a dermatomiosite, sendo considerada uma doença crônica.

SINTOMAS DA DERMATOMIOSITE:DERMATOMIOSITE 2 * Fraqueza muscular em pescoço, membros superiores e membros inferiores; * Surgimento de manchas vermelhas na pele, especialmente nas articulações dos dedos e joelhos; * Edema e dor nas articulações; * Edema na cor vermelho-púrpura ao redor dos olhos e nas pálpebras; * Febre; * Fadiga, cansaço; * Distúrbios de deglutição; * Dores estomacais; * Vômitos; * Perda de peso. Na maioria das vezes, o paciente portador de dermatomiosite poderá não exercer suas atividades cotidianas, como andar, subir e descer escadas, sentar ou levantar de uma cadeira. Algumas pessoas poderão sentir fraqueza nos músculos dos pulmões, dificultando sua respiração. Na fase crônica da dermatomiosite, poderá haver acometimento de outros órgãos como o coração, pulmões ou rins, ocasionando complicações graves.

DIAGNÓSTICO DA DERMATOMIOSITE: É realizado pela avaliação dos sintomas da doença, pela biópsia muscular, eletromiografia e exames de sangue para constatar a presença das substâncias que provocam a destruição dos músculos.

TRATAMENTO DA DERMATOMIOSITE: É feito conforme os sintomas presentes nos pacientes: * Uso de corticoides como a prednisona; * Uso de imunossupressores como metotrexano, azatioprima ou ciclosfosfamida. O uso desses medicamentos são feitos geralmente em doses elevadas e períodos indeterminados e têm por finalidade, reduzir o processo inflamatório e diminuir os sintomas da doença. Quando a medicação acima citada, não atinge o efeito desejado, deverá ser injetada a imunoglobulina na veia do paciente.

FISIOTERAPIA NO TRATAMENTO DA DERMATOMIOSITE: A conduta fisioterapêutica, que consiste em sessões de cinesioterapia, contribui para a melhora dos sintomas musculares, prevenindo as contraturas, rigidez, deformidades e consequente paralisia. A dermatomiosite, quando está associada ao câncer, a conduta mais adequada será tratar o câncer, que em muitos casos faz desaparecer os sintomas da dermatomiosite.

Imagem de Amostra do You Tube

Fonte: Tua Saúde

Imagens: Bing.

4 comments

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *